s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

p

Use suas credenciais da Área PT

 Login

PT e movimento social perdem Sonia Leite

publicado em 21/09/2012

Por Comunicação FPA

Em homenagem a Sonia Leite (na foto, no fundo, 2ª da esquerda para a direita), militante petista do movimento negro brasileiro, recordamos o texto que ela nos ofereceu para a publicação Reflexões com Mulheres Jovens do PT: O Feminismo é uma Prática, organizado por Fernanda Papa e Flávio Jorge (Fundação Friedrich Ebert e Fundação Perseu Abramo).

Foto de Fernanda Papa

 

 

 

 

Saravá! Mulheres negras da esquerda brasileira Invisibilidade histórica

A invisibilidade da mulher negra é o dilema que acompanha a sua trajetória de luta desde o período da escravidão aqui no país. Estas mulheres ficaram secundarizadas e por vezes esquecidas.

No período pré-Abolição, estas mulheres tiveram papéis relevantes, eram quem circulava “de lá para cá” trazendo e levando notícias. Era o princípio da informação. Isso ocorreu porque as mulheres negras estavam em diversas frentes de trabalho, estavam no leito, estavam na casa grande e, principalmente, acompanhando as “sinhazinhas” em seus passeios. Por conta disso, eram as escravas que podiam levar notícias de uma estância a outra, de forma precária mas eficaz. Foram elas que iniciaram esta corrente embrionária de informações de quilombo para quilombo.

Por outro lado, sempre que lembramos do maior quilombo da história, o Quilombo dos Palmares, entendemos o que significa a invisibilidade da mulher negra. Todos já ouviram falar de Gangazumba – Zumbi dos Palmares. Mas e a referência histórica de Dandara? Às vezes aparece como a esposa de Zumbi. Acotirene, então, só as feministas negras trouxeram à contemporaneidade.

Mas Dandara era uma guerreira do quilombo e Acotirene era sacerdotisa, aquela que orientava os guerreiros e seus planos de guerra no Quilombo de Palmares. A importância delas era vital, mas outra vez foram secundarizadas. Aqui não cabe nenhum senso de juízo sobre as importâncias históricas estabelecidas na saga de heroísmos que foi o Quilombo de Palmares, mas serve de parâmetro para notarmos como fatos históricos são omitidos. O racismo ocultou e transformou a história de Zumbi de Palmares, por muitas décadas, em uma lenda, retirando o caráter de herói para ser uma figura mítica, fruto da imaginação dos escravos brasileiros e seus descendentes. Podemos afirmar que, paulatinamente, o machismo acabou contribuindo para ocultar figuras tão importantes como Dandara e Acotirene e outras mais que perderam suas vidas heroicamente na luta contra a barbárie da escravidão.

Clique aqui e leia a matéria completa no Portal da Fundação Perseu Abramo.