s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

Boletim ENFPT – Setembro de 2014

 

No mês de Setembro, o Boletim continua trazendo textos de balanço dos governos Lula e Dilma, elaborados pela Escola Nacional de Formação do PT para subsidiar os debates da campanha 2014. Nesta edição, os conteúdos são sobre Educação, Gestão Democrática e Participação Social e Agricultura Familiar e Reforma Agrária. Além disso, você também confere o novo texto do Instituto Lula sobre segurança nos governos petistas. Boa Leitura!

Texto 3 – Políticas Sociais: Educação
Os governos do presidente Lula e da presidenta Dilma concretizaram uma política nacional de educação. Desde 2003, formularam estratégias e realizaram ações em todas as etapas, níveis e modalidades, em parceria com estados e municípios, que têm a responsabilidade constitucional pela educação básica. Hoje, a educação está se constituindo, de fato, como um direito no Brasil. Leia mais+

Texto 4 – Gestão democrática e participação social
A participação popular, participação cidadã ou participação social é uma marca importante que caracteriza a história de construção do PT e também a trajetória de conquistas de direitos de cidadania, especialmente para os setores mais pobres, historicamente discriminados e excluídos social, política e economicamente, como as mulheres, a população negra, idosos e idosas, as pessoas com deficiência, os homossexuais e tantos outros. Leia mais+

Texto 5 – Agricultura familiar e reforma agrária
Responsável por 70% dos alimentos que chegam à nossa mesa, a agricultura familiar tornou-se, com o presidente Lula e a presidenta Dilma, setor estratégico para o desenvolvimento do País. O cenário no campo, que, nos governos anteriores, era de concentração de terras, dívidas e empobrecimento, mudou significativamente com a chegada de Lula à presidência. Os agricultores familiares passaram a contar com políticas integradas de crédito, assistência técnica, comercialização, seguro e garantia de preço. Leia mais+

Instituto Lula: Segurança
De R$ 3,73 bilhões em 2002 para R$7,95 bilhões em 2014. Esse foi o salto no volume de recursos investidos pelo governo federal em segurança pública. Mas a distância entre a nova política de segurança implantada por Lula e Dilma e o velho modelo imposto pelos governos anteriores vai muito além do total dos investimentos. Lula e Dilma mudaram o foco, atuando não apenas em repressão, mas também na prevenção ao crime. Leia mais+