s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

Em Pauta Conjuntura: Pré-sal tem produção crescente e custos em queda

 

Pré-sal tem produção crescente e custos em queda

Em março deste ano, a produção no Pré-sal chegou a 672 mil barris por dia, bem acima dos 395 mil de 2014 e dos 42 mil de 2010. A produtividade também é maior do que se previa. Calculou-se inicialmente que os poços renderiam de 15 a 20 mil barris diários. Atualmente, a média está em 25 mil, chegando 40 mil em poços dos campos de Sapinhoá e Lula (na bacia de Santos). Os custos de produção eram outra fonte de dúvida, por conta do desafio tecnológico. No começo, estimou-se que o Pré-sal seria viável a US$ 45 por barril. Nesta semana, a diretora de Exploração e Produção da Petrobras, Solange Guedes, informou que os números de viabilidade econômica caminham para valores bem menores, em torno de US$ 9, graças à escala de produção maior e aos investimentos em tecnologia. “Nós podemos garantir que o pré-sal é viável com um custo de produção de nove dólares por barril. Se considerarmos que duas unidades de produção ainda não estão produzindo com sua capacidade total, o custo de produção será menor ainda. A eficiência operacional em torno de 92% contribuiu significativamente para atingirmos estes baixos custos”, afirmou.  Leia mais aqui.

——————————————————-

Confira outros destaques do dia:

1. ONU: Redução da maioridade pode agravar violência no Brasil

Para a Organização das Nações Unidas (ONU), a redução da maioridade penal no Brasil pode agravar o problema da violência no País. Em nota, a instituição se coloca contrária à medida e alega que a iniciativa resultaria em graves consequências no presente e no futuro. “Encarcerar jovens de 16 e 17 anos em presídios superlotados será expô-los à influência direta de facções do crime organizado”, diz o comunicado. Leia mais aqui.

2. PT fez pelos pobres o que ninguém fez em 500 anos, disse Boff

O teólogo Leonardo Boff afirmou que o Partido dos Trabalhadores fez pelos pobres em 12 anos no comando do Brasil, ninguém fez em 500 anos. “Sempre defendi e defendo a causa do PT que é dar centralidade aos pobres. Em 12 anos uma argentina inteira foi incluída na sociedade. Ele permitiu que as pessoas pudessem ter acesso as questões fundamentais da vida como trabalho, comida e saúde. Este é um projeto que vou defender até o fim da vida”, afirmou Boff. O teólogo ressaltou a conquista dos governos do PT em transformar o Brasil do terceiro país mais desigual do mundo para o 13º lugar. Leia mais aqui.

3. Janot celebra restituição de R$ 157 milhões à Petrobras

O Ministério Público Federal fez a entrega simbólica de R$ 157 milhões desviados de esquemas de corrupção de volta à Petrobras. Os valores eram mantidos em contas secretas na Suíça e foram repatriados a partir do trabalho integrado do MPF, Polícia Federal, Receita Federal e Justiça Federal. Leia mais aqui.

4. Lula se reúne com jovens metalúrgicos do ABC Paulista

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reunirá hoje com a juventude metalúrgica do ABC Paulista. O evento faz parte das atividades do 8º Congresso dos Metalúrgicos do ABC. O encontro, restrito à participação de jovens trabalhadores da categoria previamente credenciados, será transmitido ao vivo pela TV dos Trabalhadores (TVT). Confira a programação aqui.

5. SP: Professores vão ao STF contra corte de salários

A Apeoesp vai recorrer ao Superior Tribunal Federal (STF) contra a suspensão do pagamento dos professores em greve. O governo de Geraldo Alckmin (PSDB) conseguiu suspender liminar que obrigava o estado a pagar o salário dos docentes paralisados há mais de 50 dias. Segundo a presidenta da Apeoesp, professora Maria Izabel Noronha, o sindicato vai recorrer ao STF por já haver jurisprudência na Suprema Corte em favor do direito de greve. Leia mais aqui.

6. Mujica descarta possibilidade de depor sobre Lula no Senado

O ex-presidente uruguaio José Mujica afirmou que não viajará ao Brasil para depor no Senado sobre Lula e o ‘mensalão’. Na tentativa de criminalizar o ex-presidente Lula, o senador Ronaldo Caiado (DEM) informou que apresentaria requerimento à Comissão de Relações Exteriores do Senado para convidar Mujica para depor, com o intuito de “colher mais informações sobre a confissão de Lula no seu envolvimento no mensalão”. No entanto, a “confissão” a que Caiado se refere já foi desmentida tanto pelo ex-presidente uruguaio quanto pelo jornalista que escreveu sua biografia. Leia mais aqui.

7. Paulistas, este é o quadro da crise de água e São Paulo, o resto é balela

Confira aqui o balanço com dados que mostram que Sabep e governo do estado de São Paulo vem descumprindo determinações condicionadas à renovação da outorga de concessão, assim como ignorando todos os relatório técnicos desde a década de 1990. O relatório evidencia que a Sabesp especulou na bolsa e não fez a lição de casa, resultando numa crise de abastecimento e no aumento do custo pelo serviço.

8. Tiros em Fachin são guerra política contra Dilma

Nunca um nome indicado pelo ocupante da Presidência da República para integrar o STF despertou tanto interesse, tantos movimentos contrários e a favor como o do jurista Luiz Edson Fachin. A afirmação é da colunista Tereza Cruvinel, que completa:  “grande celeuma em torno da indicação de um nome para compor o STF é um sinal dos tempos que vivemos, em que todas as iniciativas, independentemente do mérito, são usadas como munição na guerra política para debilitar a presidente da República”. Leia mais aqui.

9. Palocci repudia ‘notícias inverídicas’ sobre Lava Jato

Confira aqui o posicionamento de repúdio do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre notícias inverídicas que o têm envolvido na Operação Lava-Jato. “Em especial, uma reportagem recentemente publicada na revista IstoÉ, sob o título “As operações de Palocci na Lava-Jato” merece enérgico repúdio. No texto me são atribuídos atos e condutas que, na vida real, jamais existiram, com suposta base em “vazamentos” de autoridades não identificadas e sem a apresentação de um único documento ou indício idôneo que sustente as

10. Banco dos Brics terá economista indiano como primeiro presidente

O primeiro presidente do banco dos Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) será o economista indiano Kundapur Vaman Kamath. A informação foi confirmada ontem pelo secretário de Finanças da Índia Rajiv Mehrishi, em declarações à imprensa. Concebido para servir de alternativa a instituições como Banco Mundial e FMI, o fundo dos Brics terá capital de US$ 100 bilhões de dólares. Leia mais aqui.

Clique aqui e confira outros conteúdos do Em Pauta Conjuntura!

——————————————————————————————————————

Orientações e roteiro para o debate do Em Pauta Conjuntura

A Secretaria Nacional de Organização e a Escola Nacional de Formação estão convocando um amplo processo de debate pré-congressual a respeito dos temas da conjuntura atual, para preparar a nossa militância para as Etapas Municipais e Estaduais do 5º Congresso e para a ação política de todos os Diretórios Municipais, Estaduais e de todos os setoriais do PT.

Neste momento, em que diferentes setores da direita brasileira, por meio de métodos autoritários e golpistas, afrontam a democracia e o Estado de Direito, desqualificam a atividade política para continuar beneficiando uma elite social que favorece os interesses dos grandes rentistas, atacam frontalmente o governo da presidenta Dilma, que venceu as eleições livres com 52% dos votos, é muito importante que a discussão sobre a conjuntura nos diretórios, núcleos e mandatos do partido seja retomada e ampliada com o vigor necessário. Nosso objetivo é fortalecer a capacidade de leitura, interpretação, elaboração de nossos/as militantes, filiados e filiadas, contribuindo para uma forte ofensiva política voltada ao diálogo com a sociedade e à ação política do PT em cada lugar. 

Para isso, a Escola Nacional de Formação do PT está produzindo o “Em Pauta Conjuntura”, que apresenta roteiros para leitura de artigos divulgados no portal do PT Nacional, no Portal da Fundação Perseu Abramo, no site da liderança da bancada do PT na Câmara Federal, no site do PT no Senado, no portal do Instituto Lula e em portais e blogs de esquerda e progressistas, sempre que os artigos contribuírem para a compreensão de temas importantes para o País em coerência com a política do PT. O boletim será diário e distribuído pela Secretaria Nacional de Organização.

Com estas ações, podemos criar um ambiente ideal para ampliarmos a nossa mobilização em cada cidade do Brasil. Esta é uma vantagem que nenhum outro partido possui. Precisamos trazer os nossos mais de 1,7 milhão de filiados e filiadas para a disputa política.

Clique aqui e confira as orientações e o roteiro para a realização dos debates!