s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

PT aponta desafios para Rio+20

Fonte: Neide Freitas para o Portal do PT

Segundo a secretária Nacional de Relações Internacionais do PT, Iole Ilíada, o Partido vem discutindo essa participação desde o início do ano, e o documento que sintetiza a posição do PT com relação aos diversos temas que estão sendo debatidos nesse momento aponta quatro desafios.

“São desafios não só para o nosso Partido. O primeiro desafio é mais estratégico, é o desafio da defesa do nosso modelo alternativo de desenvolvimento. É um modelo de desenvolvimento com inclusão social, com participação popular, no qual a agenda ambiental tem um papel central. Nós temos que debater, discutir e mostrar que esse modelo é superior ao modelo neoliberal. O segundo desafio é mais conceitual, mas é fundamental, todos falam em desenvolvimento sustentável, mas é preciso qualificar esse desenvolvimento, queremos que ele seja sustentável, mas queremos também que ele seja inclusivo, democrático e soberano”.

Iole explicou ainda que o terceiro desafio é institucional. “É preciso dar materialidade, institucionalidade para as políticas que possam levar adiante essas propostas de desenvolvimento sustentável”.

A secretária disse ainda que considera o quarto desafio como o mais importante porque é o desafio político, “Este é o desafio de organizar as forças sociais para ganhar apoio popular, apoio na sociedade para avançar nesse projeto alternativo de desenvolvimento sustentável”, afirmou.
A secretária chamou atenção para a atividade do dia 21, pela manhã, que contará com a participação do presidente do partido, Rui Falcão, e vai tentar discutir quais são as tarefas para a construção desse modelo alternativo de desenvolvimento diante da crise internacional, que na realidade é o pano de fundo para todo esse debate.

Ela disse ainda que o Partido vai tomar posições firmes. “É com esse espírito que nós vamos participar, que o PT vai fincar o pé, na Cúpula dos Povos, que é justamente o território da sociedade civil, é o território dos movimentos sociais, das articulações e mobilizações da sociedade para debater os temas da Rio +20”.

Iole Ilíada ressaltou que é importante mostrar os distintos olhares sobre o tema do desenvolvimento sustentável. Pois os temas debatidos terão diversas interpretações. “Nós teremos o olhar das comunidades tradicionais e quilombolas, o olhar da juventude, o olhar mais propriamente ambiental de economia solidária”, afirmou.

[[{“type”:”media”,”view_mode”:”media_large”,”fid”:”477″,”attributes”:{“alt”:””,”class”:”media-image”,”style”:”float: left;”,”typeof”:”foaf:Image”}}]]