s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

Bancada do PT diz “sim” à Reforma Política

 

Além de ato na Câmara, deputados petistas votaram em seus estados para apoiar a Reforma Política

Deputados da bancada do PT na Câmara manifestaram apoio à reforma política, votando “sim” na proposta do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva para a reforma, nas mais de 40 mil urnas espalhadas pelo Brasil. A votação no plebiscito para mudar o sistema político teve o apoio de aproximadamente 450 organizações da sociedade civil e iniciou-se no dia 1º de setembro e terminou no domingo, 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil.

Em eventos nos estados, em ato na Câmara, na semana passada, e nas redes sociais, os deputados foram unânimes na defesa do plebiscito para engrossar o coro pela reforma política.

Para o deputado Alessandro Molon (PT-RJ) essa é uma forma de mudar as regras das eleições e ampliar os direitos democráticos. “Dizer sim à Reforma Política é ajudar a pressionar o Congresso por mudanças que trarão mais transparência e representatividade à política”, manifestou-se nas redes.

O deputado Márcio Macêdo (PT-SE) também acredita na importância da realização de uma Constituinte para mudar o Sistema Político Brasileiro. “O modelo atual se esgotou. É preciso realizar uma reforma política que aprofunde a nossa jovem democracia”. O deputado José Guimarães (PT-CE) explicou que a reforma a política resultará em mais participação popular e mais democracia.

Para o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) só com a participação da sociedade será possível fazer as mudanças que precisam ser feitas no sistema político. “A intenção é reunir 10 milhões de assinaturas e votos, mas é preciso pelo menos 1,5 milhão de votos para que a matéria seja encaminhada e comece a tramitar no Legislativo. Mas quanto maior o volume de votos, maior atenção será dada à pauta”, disse.

O deputado Odair Cunha (PT-MG) lembra que a reforma faz coro com as inquietações daqueles que foram às ruas em junho de 2013. “Muitas das reivindicações não são atendidas porque as estruturas de poder no Brasil e suas regras de funcionamento estão engessadas. E quem poderia mudá-las muitas vezes se beneficia do atual modelo”, justifica.

Na redes sociais outros parlamentares também se manifestaram favoráveis à realização de uma reforma no sistema político atual por meio de novas leis e emendas na Constituição. São eles: Pedro Uczai (PT-SC), Renato Simões (PT-SP), Rogério Carvalho(PT-SE), Vicente Cândido (PT-SP), Maria Lúcia Prandi (PT-SP), Décio Lima (PT-SC), Claudio Puty (PT-PA), Nelson Pellegrino (PT-BA), Reginaldo Lopes (PT-MG), Assis do Couto (PT-PR), Benedita da Silva(PT-RJ), Fátima Bezerra(PT-RN), Francisco Praciano (PT-AM), Henrique Fontana(PT-RS), Padre João (PT-MG), Jorge Bittar (PT-RJ), Luci Choinacki (PT-SC), Luiz Couto (PT-PB), Maria Do Rosário (PT-RS), Miguel Corrêa(PT-MG), Nilmário Miranda(PT-MG) e o líder Vicentinho (PT-SP).

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do PT na Câmara

Fonte: Site do PT