s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

Em Pauta Conjuntura: Manifestações, terceirização, Petrobras e caso HSBC

A Secretaria Nacional de Organização e a Escola Nacional de Formação estão convocando um amplo processo de debate pré-congressual a respeito dos temas da conjuntura atual, para preparar a nossa militância para as Etapas Municipais e Estaduais do 5º Congresso e para a ação política de todos os Diretórios Municipais, Estaduais e de todos os setoriais do PT.

Neste momento, em que diferentes setores da direita brasileira, por meio de métodos autoritários e golpistas, afrontam a democracia e o Estado de Direito, desqualificam a atividade política para continuar beneficiando uma elite social que favorece os interesses dos grandes rentistas, atacam frontalmente o governo da presidenta Dilma, que venceu as eleições livres com 52% dos votos, é muito importante que a discussão sobre a conjuntura nos diretórios, núcleos e mandatos do partido seja retomada e ampliada com o vigor necessário. Nosso objetivo é fortalecer a capacidade de leitura, interpretação, elaboração de nossos/as militantes, filiados e filiadas, contribuindo para uma forte ofensiva política voltada ao diálogo com a sociedade e à ação política do PT em cada lugar.  

Para isso, a Escola Nacional de Formação do PT está produzindo o “Em Pauta Conjuntura”, que apresenta roteiros para leitura de artigos divulgados no portal do PT Nacional, no Portal da Fundação Perseu Abramo, no site da liderança da bancada do PT na Câmara Federal, no site do PT no Senado, no portal do Instituto Lula e em portais e blogs de esquerda e progressistas, sempre que os artigos contribuírem para a compreensão de temas importantes para o País em coerência com a política do PT. O boletim será diário e distribuído pela Secretaria Nacional de Organização e pela Secretaria Nacional de Movimentos Populares.

Com estas ações, podemos criar um ambiente ideal para ampliarmos a nossa mobilização em cada cidade do Brasil. Esta é uma vantagem que nenhum outro partido possui. Precisamos trazer os nossos mais de 1,7 milhão de filiados e filiadas para a disputa política.

Clique aqui e confira as orientações e o roteiro para a realização dos debates!

————————————————————–

1. Manifestações contra governo Dilma perdem força, avaliam jornais
Diversos jornais reforçaram, nesta segunda-feira, que as manifestações de rua contra o governo da presidenta Dilma Rousseff perderam fôlego e adesões em todo País. Segundo o deputado do PT, Sibá Machado, a baixa adesão registrada neste domingo, em comparação ao dia 15 de março, pode comprometer a organização de novos atos pela oposição. Leia a notícia completa aqui.

2. Alta na Petrobras e nova articulação arrefeceram protestos, diz líder
Na notícia, o líder do PT na Câmara dos Deputados, Sibá Machado (AC), avalia que houve um “arrefecimento” do movimento contra o governo da presidenta Dilma Rousseff. Para ele, a baixa adesão registrada neste domingo, em comparação ao dia 15 de março, pode ser reflexo de três fatores: a reestruturação da Petrobras, com a previsão de divulgação do balanço de 2014 ainda em abril, o crescimento do valor das ações da estatal e a mudança na articulação política do governo da presidenta Dilma.

3. Protestos regridem e militância toma as redes sociais
Ontem, enquanto os protestos minguavam nas ruas, simpatizantes de Dilma Rousseff e militantes do PT mobilizaram as redes sociais e tornaram a hashtag #AceitaDilmaVez a mais comentada no País. O tema ocupou lugar de destaque nos trending topics (TT) do Twitter no Brasil a partir das 13h e chegou a ser o segundo tema mais debatido no mundo. A mobilização dos internautas foi tão intensa que, no fim da tarde, cerca de 100 novos tweets por minuto foram lançados ao microblog em apoio à presidenta. Leia a notícia completa aqui.  

4. PML: protestos contra Dilma foram um “fracasso”
A notícia esclarece que, em comparação com os protestos de 15 de março, as manifestações de ontem foram menores pelo volume e pela geografia. Em várias cidades, os protestos foram cancelados ou nem foram convocados. Em São Paulo, o mesmo Data Folha que apontou 200 000 pessoas nas ruas, há um mês, calcula que ontem o protesto envolveu 100 000. Em outras cidades, onde cálculos mais precisos foram substituídas por estimativas e puros chutes, as reduções também foram notáveis. O mesmo ocorreu nas redes sociais. Se as manifestações geraram 1,3 milhão de mensagens há um mês, esse número ficou em 259 000, ontem — uma redução de 81%.

5. Empreiteiras doaram montantes iguais entre os partidos
O depoimento do secretário de Finanças do PT, João Vaccari Neto, à CPI da Petrobras serviu para desmontar a tese criada para tentar criminalizar as doações legais recebidas pelo partido. Apesar do espetáculo montado pela oposição com apoio da mídia tradicional, o secretário apresentou dados que comprovam a legalidade das doações que o PT recebeu. E ainda apontou que outros partidos, como PMDB, PSDB e PSB, só para citar alguns, também receberam doações de empresas que estão sob investigação na Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF). Leia a notícia completa aqui.

6. Terceirização põe fim a concursos públicos, afirma especialista
A notícia traz a análise do especialista em Direito Constitucional, professor Beto Fernandes, que diz temer que o projeto da terceirização da mão de obra, aprovado pela Câmara dos Deputados, ponha fim à realização de concursos públicos nas empresas públicas e sociedades de economia mista, entre elas a Petrobras, Eletrobrás, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

7. Centrais sindicais convocam paralisação geral para 15/4 contra terceirizações
As principais centrais sindicais do país (CUT, CTB e Intersindical) e movimentos sindicais (MST e MTST) convocaram paralisação geral para o próximo dia 15, em protesto contra a aprovação, pela Câmara dos Deputados, do projeto de lei 4330/04, que legaliza as terceirizações em todos os postos da cadeia produtiva. Confira aqui a matéria completa e o dossiê “Terceirização e Desenvolvimento: uma conta que não fecha”, lançado no mês passado pela CUT.

8. Bancada do PT continua luta para impedir terceirização indiscriminada, diz Líder Sibá Machado
Na notícia, o líder do PT na Câmara, deputado Sibá Machado, informa que a bancada do partido vai lutar para modificar o texto do projeto de lei (PL 4330/04) que estimula a contratação de funcionários terceirizados no setor privado e nas empresas públicas e de economia mista. O PT vai votar a favor da retirada da palavra “qualquer” do texto, onde é indicado o “tipo de atividade” que permitirá as contratações via terceirização. Na avaliação do líder petista o texto do PL 4330/04, como foi aprovado, também prejudica a ascensão profissional dos trabalhadores.

9. CPI vai ouvir presidente do HSBC no Brasil e ex-diretores do metrô paulista
A CPI do HSBC, que apura possíveis fraudes cometidas por brasileiros que abriram contas na filial suíça do HSBC aprovou, nesta semana, a realização de uma audiência pública com o presidente do banco HSBC no Brasil, Guilherme Brandão. Também foram aprovadas convocações para dois ex-diretores do metrô de São Paulo, Paulo Celso Silva e Ademir Venâncio de Araújo, que aparecem em listas como detentores de contas na filial suíça daquele banco e são investigados por suposta evasão fiscal. Foi aprovado ainda o compartilhamento de informações com o Banco Central e a Receita Federal sobre os 129 brasileiros que já são alvo de investigações. Leia a notícia completa aqui.

10. Governo e Facebook farão projetos de inclusão digital no Brasil
A notícia trata da reunião da presidenta Dilma Rousseff com o fundador do Facebook, Marck Zuckerberg, no Panamá, durante a 7ª Cúpula das Américas. Do encontro, resultará uma parceria do governo brasileiro com a rede social para a promoção da inclusão digital no País, conforme afirmou a presidenta Dilma: “Nós, a partir de agora, vamos fazer estudos em comum até que, quando chegar em junho, nós possamos desenhar um projeto comum, cujo objetivo fundamental é a inclusão digital”.

11. Morre, aos 74 anos, o escritor Eduardo Galeano, autor de ‘As Veias Abertas da América Latina’
Morreu nesta segunda-feira, aos 74 anos, o escritor, jornalista e ensaísta uruguaio Eduardo Galeano, autor do livro “As Veias Abertas da América Latina”. Galeano foi perseguido por várias ditaduras do Cone Sul, em países nos quais teve obras censuradas. Além de publicar obras de alcance mundial como “Memórias de Fogo”, “O livro dos abraços” e “História da Ressureição dos Papagaios”, ele recebeu os prêmios José Maria Arguedas, outorgado pela Casa das Américas de Cuba, e o Stig Dagerman, um reconhecimento sueco aos escritores que se destacam por suas obras literárias. Leia a notícia completa aqui.

12. Livros para entender a história da corrupção no Brasil
A corrupção, no Brasil, não nasceu por geração espontânea. Foi varrida para debaixo do tapete e escamoteada com mais afinco dos tempos da ditadura para cá. As raízes são históricas, e sua origem, colonial. Mas nem todos os cidadãos sabem disto. Visando contribuir com a compreensão da história da corrupção no País, o Portal Fórum indica alguns dos livros que podem jogar luz sobre a questão.

Clique aqui e confira outros conteúdos do Em Pauta Conjuntura!