s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

Em Pauta Conjuntura: Em defesa do PT, da verdade e da democracia

O Partido dos Trabalhadores divulgou um documento em defesa do PT, da verdade e da democracia. A publicação, de 32 páginas, foi elaborada por um grupo de dirigentes da Comissão Executiva Nacional do PT, diante dos ataques contra a sigla.

No texto de abertura da revista digital, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, fala sobre a escalada de mentiras, calúnias, factoides, distorções e manipulações na tentativa de criminalizar a sigla: “Comandada pela mídia monopolizada, a campanha de cerco e aniquilamento conta com a colaboração solerte de políticos de vários partidos, de setores do Judiciário, do Ministério Público e da Polícia Federal”.

Rui Falcão reforça a importância de a militância compartilhar e divulgar o documento, como forma de defesa do partido. Acesse e faça o download do documento aqui. Em breve, a versão impressa estará disponível nos diretórios regionais.

Lançado essa semana pelo Instituto Lula, o portal “O Brasil da Mudança” vai divulgar informações a respeito dos avanços e conquistas alcançadas nos 13 anos da gestão petista à frente do governo federal e também servirá de referência para combater mentiras e boatos contra o PT, o governo Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula.

O novo portal disponibiliza informações sobre programas e políticas públicas implantadas pelos governos do PT, bem como os resultados que são frutos desse projeto. Ele se estrutura a partir de quatro eixos: “Avanços Sociais: o povo em primeiro lugar”, “Economia: crescimento com distribuição”, “Democracia: direitos e cidadania para todos” e “Brasil no mundo: mais forte e respeitado”.

 

Confira outros destaques:

1. Depois do ‘O Globo’, ‘Folha’ reconhece matéria errada sobre filho de Lula

O jornal “Folha de São Paulo” divulgou, terça-feira (10), em nota de rodapé, uma errata em relação à notícia que dizia que o lobista Fernando Baiano havia citado Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em delação premiada. “Diferentemente do informado na chamada ‘Delator diz que pagou despesas de filho de Lula’ e na reportagem ‘Lobista do PMDB diz que pagou despesas para filho de Lula’, o lobista Fernando Soares, o Baiano, afirmou que o empresário José Carlos Bumlai pediu dinheiro para pagar uma dívida de uma nora do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não despesas de um dos seus filhos”, diz o texto. A matéria havia sido publicada no dia 12 de outubro deste ano, um dia após o jornal “O Globo” divulgar a denúncia caluniosa. Leia mais aqui.

 

2. Bancada do PT é unânime contra a PEC que retira direitos dos povos indígenas, afirma Líder

Lideranças indígenas e integrantes do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) receberam o apoio da Bancada do PT na Câmara à luta pela derrubada da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 215/00) que transfere do Executivo para o Legislativo a palavra final sobre a demarcação de terras indígenas no País. Em visita à liderança do PT, na terça-feira (10), eles foram informados pelo líder do partido, deputado Sibá Machado, que todos os parlamentares do PT apoiam a causa indígena e são contra a PEC. Leia mais aqui.

3. Caminhoneiros repudiam greve política; governo aponta ‘manobra’ de desgaste

Boa parte da categoria profissional dos caminhoneiros repudia a greve iniciada na segunda-feira (9), sem pauta de reivindicações profissionais definida ou qualquer diálogo com as autoridades. Para o governo, o objetivo dos grevistas é desgastar a presidenta Dilma, ao se encaminharem para um viés grevista de confronto com os interesses da sociedade brasileira. Ainda no primeiro dia, representações nacionais de caminhoneiros também manifestaram-se contrários à paralisação, como as Associações Brasileira de Caminhoneiros (Abcam) e de Motoristas Autônomos (ABMA), a União Nacional de Caminhoneiros, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) e a Confederação Nacional de Transportes Autônomos (CNTA). Leia mais aqui.

4. Governo endurece o jogo com caminhoneiro

Contra a greve política dos caminhoneiros, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou, na terça-feira (10), que o novo valor da multa para quem bloquear estradas será de R$ 5.746, valor antes fixado em R$ 1.915; quem organizar eventos terá de pagar R$ 19.154; aqueles que receberem multas também não poderão tomar crédito para a compra de veículos por dez anos; com estas medidas, o governo endurece sua atuação contra a greve dos caminhoneiros e atua para impedir que haja desabastecimento em algum setor. Segundo o ministro, o movimento iniciado ontem é político e não apresentou uma pauta de reivindicações para ser negociada com o governo. Leia mais aqui.

5. Professores e alunos reafirmam resistência a ‘reorganização’; começa ocupação de escolas

Professores e alunos da rede estadual paulista, de diversos municípios do estado, marcharam na terça (10) do estádio do Morumbi até o Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da capital paulista, em protesto contra o fechamento de pelo menos 94 escolas pelo plano de reorganização escolar do governo de Geraldo Alckmin (PSDB). Em palavras de ordem, os manifestantes prometiam ocupar as instituições e resistir à medida. O próximo ato será dia 27, no vão livre do Masp, na avenida Paulista. Além disso, duas escolas estaduais que estão para ser fechadas foram ocupadas por estudantes e professores: a Fernão Dias, em Pinheiros, e a Escola Estadual Diadema, localizada no município de mesmo nome. Os manifestantes prometem ficar no local até que o governo do estado reveja a decisão. Leia mais aqui.

6. Benedita denuncia aumento de homicídios de mulheres negras e convida para marcha contra o racismo

A deputada Benedita da Silva (PT) lamentou, na terça-feira (10), o aumento do número de homicídios de mulheres negras no Brasil. Enquanto o número de mortes de mulheres brancas registrou queda em 10 anos, o de mulheres negras assassinadas teve uma alta enorme: passou de 1.864 casos em 2003 para 2.875 em 2013, um crescimento de 54,2%. Os dados apresentados pela deputada fazem parte do documento “O Mapa da violência de 2015”, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, com apoio da ONU Mulheres e da Secretaria de Política para as Mulheres, do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Benedita também fez um convite para o dia 18 de novembro, quando as mulheres negras estarão em Brasília para a primeira Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo, a Violência e pelo Bem-Viver. Leia mais aqui.

7. Dilma: Vale e BHP devem pagar por tragédia em MG

A presidente Dilma Rousseff pediu ao ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, que delegue à mineradora Samarco e suas controladoras, Vale e BHP, todos os custos para a recuperação das áreas atingidas pela tragédia causada em decorrência do rompimento de duas barragens no distrito de Bento Gonçalves, na região de Mariana, em Minas Gerais. Dilma tem dito que não é papel do governo federal assumir despesas de um acidente causado por empresas privadas. Leia mais aqui.

8. Resolução de combate à corrupção apresentada pelo Brasil é aprovada na ONU

A 6ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção, realizada entre os dias 2 e 6 de novembro, na Rússia, aprovou resolução apresentada pelo Brasil sobre o uso de procedimento não criminais – civis e administrativos – no combate à corrupção. A resolução é a principal contribuição brasileira à instância decisória máxima da ONU contra a corrupção. A medida consagra trabalho de mobilização que vem sendo desenvolvido pelo Brasil nas Nações Unidas e em outros fóruns internacionais nos últimos anos. Desde 2011, Ministério das Relações Exteriores (MRE), Ministério da Justiça (MJ), Controladoria-Geral da União (CGU), Advocacia-Geral da União (AGU) e o Ministério Público Federal (MPF) vinham atuando para convencer a comunidade internacional da necessidade de se avançar no uso de tais procedimentos para o efetivo combate à corrupção. Leia mais aqui.