s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

Em Pauta Conjuntura: Educação

A Secretaria Nacional de Organização e a Escola Nacional de Formação estão convocando um amplo processo de debate pré-congressual a respeito dos temas da conjuntura atual, para preparar a nossa militância para as Etapas Municipais e Estaduais do 5º Congresso e para a ação política de todos os Diretórios Municipais, Estaduais e de todos os setoriais do PT.

Neste momento, em que diferentes setores da direita brasileira, por meio de métodos autoritários e golpistas, afrontam a democracia e o Estado de Direito, desqualificam a atividade política para continuar beneficiando uma elite social que favorece os interesses dos grandes rentistas, atacam frontalmente o governo da presidenta Dilma, que venceu as eleições livres com 52% dos votos, é muito importante que a discussão sobre a conjuntura nos diretórios, núcleos e mandatos do partido seja retomada e ampliada com o vigor necessário. Nosso objetivo é fortalecer a capacidade de leitura, interpretação, elaboração de nossos/as militantes, filiados e filiadas, contribuindo para uma forte ofensiva política voltada ao diálogo com a sociedade e à ação política do PT em cada lugar.  

Para isso, a Escola Nacional de Formação do PT está produzindo o “Em Pauta Conjuntura”, que apresenta roteiros para leitura de artigos divulgados no portal do PT Nacional, no Portal da Fundação Perseu Abramo, no site da liderança da bancada do PT na Câmara Federal, no site do PT no Senado, no portal do Instituto Lula e em portais e blogs de esquerda e progressistas, sempre que os artigos contribuírem para a compreensão de temas importantes para o País em coerência com a política do PT. O boletim será diário e distribuído pela Secretaria Nacional de Organização e pela Secretaria Nacional de Movimentos Populares.

Com estas ações, podemos criar um ambiente ideal para ampliarmos a nossa mobilização em cada cidade do Brasil. Esta é uma vantagem que nenhum outro partido possui. Precisamos trazer os nossos mais de 1,7 milhão de filiados e filiadas para a disputa política.

Clique aqui e confira as orientações e o roteiro para a realização dos debates!

—————————————————————————————————————

Em Pauta Conjuntura Educação

1. Professores têm dificuldade de avançar negociação com Alckmin
Há 25 dias em greve, mais de 60 mil professores da rede estadual de educação de São Paulo culpam a falta de diálogo com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) pela continuidade da paralisação. A última reunião com o governo foi no dia 30 de março, mas as demandas apresentadas pelos professores não foram consideradas pelo governo. De acordo com a presidente da APEOESP, o sindicato está disposto a negociar, mas o governo estadual não pode negociar e não cumprir. Leia a notícia completa aqui.

2. Ministro diz que governo se esforça para melhorar a vida do brasileiro
Em sua primeira entrevista coletiva como ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro elogiou o esforço do governo da presidenta Dilma Rousseff “para melhorar a condição do brasileiro”, mesmo diante dos ajustes necessário para retomar o crescimento econômico do País. Na notícia, o novo ministro também garante que o Plano Nacional de Educação (PNE) será seguido rigorosamente.

3. Ajuste não afetará programas essenciais do MEC, garante Dilma
Durante a cerimônia de posse do novo ministro da Educação, a presidenta Dilma garantiu que o ajuste fiscal não afetará programas essenciais e estruturantes do MEC. Segundo ela, o governo seguirá comprometido com a meta de universalizar o acesso de crianças de 4 a 5 anos à educação até 2016, com a ampliação na oferta do ensino em tempo integral e a segunda etapa do Pronatec. Sobre o Fies, Dilma garantiu que o programa terá continuidade, com mais qualidade e também mais controle, por parte do Estado. Leia a notícia completa aqui.

4. Plano Nacional de Educação abre ciclo de avanços para o País, avalia Fátima
Na notícia, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) afirma que, ao garantir que o ajuste da economia não vai afetar a educação brasileira, a presidenta Dilma demonstra o interesse do governo em assegurar que todos os cidadãos tenham acesso ao conhecimento. Para a senadora, se o Brasil conseguir implementar as metas previstas pelo novo Plano Nacional de Educação, um novo ciclo de avanços e de conquistas será construído no País.

5. Gestão tucana manobrou convênios em Minas, diz auditoria
Na última segunda-feira, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), apresentou um balanço realizado pela Controladoria-Geral do Estado de Minas Gerais, evidenciando uma manobra feita pela gestão anterior. Segundo auditoria realizada pelo controlador-geral do Estado nos últimos dias de 2014, 806 convênios foram cancelados pelo governo, deixando de pagar R$ 67 milhões a municípios. A auditoria mostrou, ainda, que, enquanto acordos eram cancelados, o Executivo celebrou 35 convênios com 25 prefeituras de partidos aliados. Agora, a Controladoria vai investigar todos os repasses dos convênios cancelados. Leia a notícia completa aqui.

6. Com base em auditoria, Fernando Pimentel contesta “choque de gestão” do PSDB em MG
Nesta notícia do Portal Fórum, é possível conferir o diagnóstico da situação de Minas Gerais feito pelo governo de Fernando Pimentel (PT),  baseado em uma auditoria realizada nos três primeiros meses de sua gestão com base nos dados dos governos anteriores. Pimentel fez questão de dizer que a divulgação dos dados não se tratava de um embate político, mas sim de uma questão de transparência, bem como destacou que a situação do estado é grave e crítica do ponto de vista orçamentário financeiro e de gerenciamento.

7. Quase duas mil vagas serão oferecidas em novos cursos de Medicina
Um novo edital, apresentado no início do mês de abril pelos Ministérios da Educação e da Saúde, vai abrir mais de 1.800 vagas em cursos de medicina, em universidades particulares, de 22 cidades pré-selecionadas de oito estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Assim, locais com menor IDH e altas taxas de desigualdade social serão contemplados. A ação é parte do Programa Mais Médicos, que visa expandir o atendimento do Sistema Único de Saúde levando médicos para regiões com carência de profissionais. Leia a notícia completa aqui.

8. Presidentes de partidos debatem sistemas eleitorais e financiamento de campanha
A notícia traz informações sobre as duas audiências públicas realizadas esta semana pelas comissões que tratam da Reforma Política na Câmara dos Deputados para debater os sistemas eleitorais e o financiamento de campanha.

9. Internet não deve ser espaço para a intolerância e o preconceito, diz Dilma
A presidenta Dilma reafirmou o compromisso do governo com a liberdade de expressão, mas lamentou que a internet e as redes sociais tenham se tornado ambiente para difusão de ofensas, preconceitos, intolerância e discriminações. Para enfrentar essa questão, o governo criou a primeira Ouvidoria de Direitos Humanos online, por meio do portal Humaniza Redes. Nela, serão recebidas denúncias de violações de direitos humanos que ocorrerem nas redes, além das já registradas por meio do Disque 100. A intenção do governo é iniciar uma série de campanhas educativas, envolvendo escolas de todo o País, sobre segurança e respeito na internet. Leia a notícia completa aqui.

 

Clique aqui e confira outros conteúdos do Em Pauta Conjuntura!