s

Para acessar a área restrita use suas credenciais da Área PT

 Login

p

Use suas credenciais da Área PT

 Login

Capítulo 9 – Desenvolvimento e os povos indígenas

O modo de vida dos povos indígenas e preservação do meio ambiente, de alguma maneira parece se opor à idéia de desenvolvimento existente no imaginário coletivo. Alguma afirmações foram testadas para aferir o grau de concordância com esta relação.

Segundo a maioria dos entrevistados (82%) “a construção de estradas e represas para hidrelétricas só deveriam ser feitas quando causassem baixo impacto no meio ambiente”; 77% estão de acordo que “fazendas ou agroindústrias em terras indígenas só deveriam ser permitidas se os índios concordassem”; a metade da população (51%) concorda totalmente e 22% parcialmente que “a construção de estradas e represas para hidrelétricas em terras indígenas só poderia ser feita se os índios que habitam essas terras concordassem”.

Os habitantes da região Norte são os que aparentam maior preocupação com o impacto no meio ambiente causado com a construção de estradas e hidrelétricas, restrição com que 75% da população desta região concorda totalmente e 14% parcialmente. Da mesma forma, os moradores da região Norte e também da Nordeste são os que mais apresentam concordância total com a permissão de construção de fazendas e agroindústrias em terras indígenas somente se os índios concordassem. È também da região Norte e das cidades de médio porte de onde parte a maior concordância total com “a construção de estradas e represas para hidrelétricas em terras indígenas só seriam feitas se os índios que habitam essas terras concordassem”.

Por outro lado, se “a construção de fazendas e agroindústrias em áreas indígenas empregassem os índios”, dois terços da população estaria de acordo (37% total e 27% parcialmente); 40% concorda, mas 50% discorda que “não tem como promover o desenvolvimento e o crescimento econômico do país sem destruir parte da natureza” e a maioria discorda que “o mais importante é o crescimento econômico do país, mesmo que para isso os indígenas tenham que sair de suas terras” (82%, 66% totalmente e 21% discordância parcial).

Os entrevistados da região Nordeste são os mais favoráveis a permissão de fazendas e agroindústrias em terras indígenas desde que gerando emprego para estes povos (44% de adesão total); na região Sul a concordância com a “impossibilidade de promover o desenvolvimento e o crescimento econômico do país sem destruir parte da natureza” supera a discordância (54% x 36%) e 20% da população da região Norte e 25% dos que se declaram de raça/ cor amarela concorda que “o mais importante é o crescimento econômico do país, mesmo que para isso os indígenas tenham que sair de suas terras” (14% na média Brasil).

Faça o download do capítulo 9.



















Fonte: Portal FPA