O ex-deputado federal Carlos Abicalil afirmou que o PT não pode perder uma de suas marcas, a atenção e o vínculo com as parcelas da população discriminadas: “A educação tem que ser inclusiva, é preciso dar atenção às diversidades”.

De acordo com Abicalil, a política de educação tem que ser estratégica e se articular com outras áreas. Segundo ele, em muitos lugarejos, a escola é o único espaço em que o Estado está em contato com a população.

Para o representante da secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, Sérgio Mamberti, a construção do plano de governo deve levar em conta as manifestações da população: “A nossa militância é que constrói o futuro do projeto que queremos do país”.

(Carmel Mostardeiro – direto de Porto Alegre, especial para o Portal do PT)