Você está aqui

Em Pauta Conjuntura: Mulheres vão parar no dia 8 de março

Na fonte, publicado em: 
6 Março, 2017

 

Em todo o mundo, o 8 de Março - Dia Internacional de Luta das Mulheres - é marcado por manifestações. No Brasil, além de pautas históricas do movimento feminista, as marchas que vêm sendo preparadas terão também como bandeira a defesa da Previdência Social.

Em São Paulo, a passeata deve ocorrer a partir das 15h, na Praça da Sé. “Nesse 8 de Março, as mulheres do mundo inteiro estarão nas ruas por seus direitos! Em São Paulo, não será diferente: contra a Reforma da Previdência e Trabalhista, contra a violência machista e pela legalização do aborto”, diz texto convocatório da manifestação.

O ato do dia 8 será seguido, no dia 15 do mesmo mês, pela greve da educação, organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE). A expectativa é que outras categorias se engajem na campanha em defesa da Previdência.

Com lema Reaja ou Morra Trabalhando, a CUT Mulheres convoca as trabalhadoras para protestar contra a reforma da Previdência proposta pelo governo Temer que, entre outras mudanças, pretende acabar com o direito delas se aposentarem cinco anos antes dos homens.

Segundo a secretária nacional da Mulher Trabalhadora da CUT, Junéia Martins Batista, a aposentadoria antecipada das mulheres é um direito conquistado previsto em diversos países, e se deve à dupla ou até tripla jornada a elas imposta. Além do cuidado com a casa e a família, a mulher tem de buscar qualificação ainda maior do que os homens para poder competir no mercado de trabalho.

O ato promovido pela CUT Mulheres tem concentração marcada para 14h, em frente à superintendência regional do INSS, localizada no viaduto Santa Efigênia, no centro de São Paulo. Na sequência, as mulheres da CUT participarão do ano unificado na Praça da Sé.

Em entrevista, a Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres no governo da presidente eleita Dilma Rousseff, Eleonora Menicucci, explicou que, além das pautas de luta das mulheres, os protestos do dia 8 serão também contra o golpe de 2016, que teve um caráter misógino. "O patriarcado não aguentava mais ser governado por uma mulher. Queriam que nós voltássemos para o tanque", disse Eleonora.

Ela afirmou, ainda, que, na gestão Temer, além do caráter retrógrado de um ministério eminentemente masculino, houve sérios retrocessos em políticas públicas. "Praticamente fecharam as casas da mulher brasileira", explicou Eleonora, que completou: "Elas estão prontas, mas não repassam os recursos para custeio".

Ainda em relação ao golpe, ela disse que um dos fatores que mais incomodaram a classe média foi a promoção dos direitos trabalhistas das empregadas domésticas. "Começamos a combater a escravidão dentro dos lares brasileiros".

 

Confira outros destaques:

1. Reforma da Previdência

Reforma ignora dívida bilionária de empresas com a Previdência Social

 

Enquanto propõe que o brasileiro trabalhe por mais tempo para se aposentar, a reforma da Previdência Social ignora os R$ 426 bilhões que não são repassados pelas empresas ao INSS. Entre as devedoras, estão as maiores do país, como Bradesco, Caixa, Marfrig, JBS e Vale. O valor da dívida equivale a três vezes o chamado déficit da Previdência em 2016. Esses números, levantados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), não são levados em conta na reforma do governo Michel Temer. Leia mais aqui.

Golpistas apelam para terrorismo contra direitos sociais para tentar “salvar” desmonte da Previdência

“É terrorismo dos golpistas. É muita cara de pau!”, assim reagiu a senadora Gleisi Hoffmann (PT) em seu perfil de Facebook, condenando a publicação do PMDB nas redes sociais com chantagem para tentar aprovar o desmonte da Previdência. A mensagem terrorista do partido de Temer indignou as lideranças políticas que repudiaram a ameaça de acabar com direitos sociais se não for aprovada a reforma. A tentativa de chantagear a sociedade ocorreu após sucessivas informações na mídia nacional sobre as dificuldades cada vez maiores do governo para aprovar a medida no Congresso Nacional. Leia mais aqui.

Bancada do PT promove encontro ampliado dia 9 para debater “desmonte” da Previdência

O “Encontro de Parlamentares do PT – Contra o desmonte da Previdência”, promovido pela bancada do PT na Câmara, acontecerá no próximo dia 9 de março, em Brasília. O objetivo do encontro é informar, debater e mobilizar contra a proposta golpista de Michel Temer de reforma da Previdência, que retira direitos dos trabalhadores. Participarão vereadores, deputados estaduais e federais, senadores, gestores e dirigentes do Partido dos Trabalhadores de todo o País. Leia mais aqui.

2. Leia e apoie Manifesto pró-Lula presidente 2018

O Manifesto da Sociedade Civil solicita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que considere a possibilidade de, desde já, lançar a sua candidatura à Presidência da República no próximo ano, como forma de garantir ao povo brasileiro a dignidade, o orgulho e a autonomia que perdeu. A iniciativa foi organizada pelas professoras Gisele Cittadino (PUC-Rio) e Carol Proner (UFRJ), pelo professor João Ricardo Dornelles (PUC-Rio), pelo teólogo Leonardo Boff e pelo escritor Eric Nepomuceno. A partir de agora, na internet, está aberta petição para adesão de qualquer cidadão ou cidadã brasileiro. Paralelamente, serão promovidos fóruns de debate para os quais Lula será convidado a participar, até para que lhe sejam apresentadas as razões pelas quais o Brasil precisa dele agora como jamais precisara antes. Leia o manifesto na íntegra aqui.

3. Rejeição de Temer nas redes sociais chega a 89%

Levantamento da empresa de inteligência digital Veto, feita para o site de notícias El País, mostrou que 89% das menções ao golpista Michel Temer nas redes sociais em fevereiro foram negativas.  A pesquisa levou em conta comentários sobre política e páginas seguidas por mais de 30.000 usuários de Facebook e Twitter. A baixa popularidade do golpista não é de hoje. Segundo o último Datafolha, de dezembro, 51% consideram o Governo ruim ou péssimo. Já a pesquisa da Veto aponta possíveis razões para a rejeição. As indicação de Moreira Franco para ministro e o Desmonte da Previdência são algumas delas. Leia mais aqui.

4. Temer vai aprovar projeto que permite terceirização no setor público

Essa semana o Congresso volta ao trabalho após o recesso de carnaval e sabem qual pauta o Planalto e a base governista de Temer vão propor? O Projeto de Lei nº 4.302/1998, que regulamenta a contratação de mão de obra terceirizada sem restrições, incluindo a administração pública. Este projeto significa que as atividades-fim podem ser contratadas por meio de empresas terceirizadas e não somente aquelas do campo de serviços de limpeza, segurança, manutenção, tecnologia. Com isso, podemos começar dizer ADEUS aos concursos públicos e valorização do servidor público. Leia mais aqui.

A direção nacional da Central Única dos Trabalhadores convocou sindicalistas de todo o Brasil a participarem de uma grande mobilização em Brasília amanhã (7) para barrar a tentativa de golpe contra a CLT contida no PL 4.302/1998. Segundo nota assinada pelo presidente e pelo secretário-geral da CUT, Vagner Freitas e Sérgio Nobre, esse PL libera os empresários para adotarem a terceirização de forma ilimitada, "provocando uma verdadeira violência contra os trabalhadores e trabalhadoras já registrados e rebaixando os salários e os benefícios para os que serão contratados". A concentração dos sindicalistas em Brasília começará às 14 horas e terá como base a Tenda do Sindsef-DF, instalada entre os Blocos C e D da Esplanada dos Ministérios. Leia mais aqui.

5. Por um julgamento imparcial para Lula. Por um estado democrático de direito no Brasil

O SOS Lula é uma iniciativa que começou entre cidadãos residentes em Berlim, com o objetivo de divulgar informações e fazer outras manifestações denunciando a perseguição judicial e policial a que vem sendo submetido o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e sua família, no âmbito da Operação Lava Jato e outros processos semelhantes. Os organizadores da iniciativa sugerem uma visita ao site do movimento e conclamam que outras pessoas e organizações tomem iniciativas semelhantes. Leia mais aqui.

6. EBC demite coordenador de jornalismo e adota como norma a censura

O governo golpista de Michel Temer (PMDB) está mesmo a cada dia mostrando a sua cara. Como se não bastasse ter acabado com o Conselho Curador, onde se encontravam representantes da sociedade civil e reforçava a mídia pública, na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) hoje predomina a censura. Acabou de ser demitido o coordenador geral de jornalismo da Agência Brasil, o jornalista André Muniz. Motivo: a Agência cobriu um ato do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) na quinta-feira (2). É dessa forma que age o espaço estatal representado pela EBC, presidida por Laerte Rimoli, um protegido e indicado pelo deputado cassado Eduardo Cunha. Leia mais aqui.

7. Lula anuncia chegada da água do Rio São Francisco ao sertão do Nordeste

O ex-presidente Lula vem anunciando pelas redes sociais, com vídeos postados por nordestinos, a chegada da água do Rio São Francisco ao sertão. Na quinta-feira (2), foi registrada a chegada da água em Sertânia, no Pernambuco. "O Nordeste está em festa. O Velho Chico finalmente chegou ao sertão para melhorar as milhões de pessoas que antes estavam condenadas a ter vidas secas", disse texto publicado na página do ex-presidente Lula no Facebook. Leia mais aqui.

8. Assista a reportagens pela TVT
Na TVT, você assiste às reportagens e coberturas sobre os principais temas tratados pela mídia, com uma visão progressista e independente. Acesse pelo site, Facebook ou canal do Youtube da TVT.

 

Clique aqui e confira outros conteúdos do Em Pauta Conjuntura! Acesse aqui as orientações e o roteiro para a realização dos debates!

 

Vem aí o novo portal da ENFPT

Em breve, a Escola Nacional de Formação do PT lança seu novo portal, mais moderno, dinâmico e interativo. Outra novidade é que o acesso será integrado à Comunidade PT, ou seja, os dados de usuário e senha serão os mesmos. Recomendamos que você faça seu cadastro ou atualize seus dados cadastrais na Comunidade para acessar também todos os conteúdos da área exclusiva para filiadas e filiados do novo portal ENFPT.

Banco de Políticas Públicas do PT

O Banco de Políticas Públicas do PT tem como objetivos disseminar o Modo Petista de Governar e contribuir para a elaboração de projetos pelos gestores petistas. O Banco reúne experiências desenvolvidas pelas prefeituras petistas em diversas áreas temáticas. Clique aqui para acessar e conhecer os seus conteúdos. Estão previstas, para 2017, oficinas para gestores das Secretarias Estaduais de Assuntos Institucionais (SEAIs), com a finalidade de construir uma memória dos municípios governados pelo PT.

Campanha de apoio ao Nexo Jornal, Carta Maior, Caros Amigos, Opera Mundi, Democratize e Socialista Morena

Contribua com o jornalismo independente e a liberdade de expressão, assinando o Nexo Jornal, os boletins da Carta Maior e a revista Caros Amigos, bem como apoiando o Opera Mundi, o Democratize e o blog Socialista Morena.

Apoie o Alerta Social e receba notícias pelo Celular

Os canais do Alerta Social – Qual direito você perdeu hoje? estão abertos desde o rompimento democrático no Brasil. Todos os dias, eles registram e divulgam, na forma de Alertas, os principais retrocessos sobre os direitos perdidos ou ameaçados por ações do governo federal. Para continuar esse trabalho, o Alerta Social precisa do seu apoio. Clique aqui e contribua. Para receber os alertas no seu Whatsapp, inclua o número 61 99803.3811 nos contatos do seu celular. Em seguida, mande um whatsapp com seu nome, cidade e estado.  Confira o site aqui.