A Jornada Feminismo e Organização das Mulheres Petistas se destina às mulheres filiadas ao PT e tem como objetivos: 

  • Contribuir para qualificar a atuação política das mulheres filiadas ao PT que ocupam cargos de direção e cargos eletivos nos âmbitos zonal, municipal, estadual e nacional;
  • Contribuir para a superação dos desafios e fortalecimento da organização das mulheres do PT;
  • Motivar as mulheres dirigentes do PT a continuarem a sua formação por meio dos instrumentos oferecidos pela ENFPT, FPA e Secretaria Nacional de Mulheres do PT;
  • Fortalecer o projeto político do Partido dos Trabalhadores, em busca de sua hegemonia e enraizamento nos municípios, na perspectiva de sua consolidação no plano estadual e nacional.

Os conteúdos da jornada estão organizados em três módulos:

O módulo I – Introdução ao feminismo: as teorias feministas e as relações sociais de sexo - tem por objetivo desenvolver uma visão panorâmica sobre as teorias feministas, partindo dos contextos ideológicos e políticos específicos.  As origens da posição de subordinação das mulheres na sociedade, a separação entre produção econômica e reprodução social e a natureza da divisão do trabalho entre os sexos.

O módulo II - O debate do feminismo – no movimento e no partido - aborda uma compreensão sobre as principais lutas e bandeiras do movimento feminista no Brasil, indicando os avanços e desafios; as políticas públicas como inter-relação entre sociedade civil e o Estado e a relação entre Estado, mercado e Família. O principal objetivo é compreender como surge o debate do feminismo no Brasil e no PT.

O módulo III - Balanço da experiência do PT e novas perspectivas para um feminismo petista - versa sobre que medida a implementação das propostas de ação afirmativa contribuíram para alterar a dinâmica de exclusão das mulheres dos espaços de participação política e decisão e colaboraram para uma maior organização das mulheres no interior do partido e quais as ações necessárias para o fortalecimento da organização das mulheres no interior do partido e na sociedade.

Conheça e faça o download dos materiais preparados e utilizados durante a Jornada. 

 

Apresentação

A história do PT é também a história de luta das mulheres por uma sociedade mais justa e igualitária. O PT reconhece a discriminação que sofrem as mulheres na sociedade brasileira. Entende que, além das relações de classe, as mulheres estão submetidas a relações de opressão de sexo, que se reproduzem numa rígida divisão de trabalho e de papéis e se expressam em todas as esferas, econômica, política, social e ideológica.

É por isso que a eliminação das discriminações contra as mulheres não pode ser resolvida apenas no combate ideológico, mas exige o desenvolvimento de políticas públicas, que ataquem diretamente as formas de discriminação e da opressão. E isso precisa ser feito através da democratização radical do Estado e da autoorganização das mulheres, com o fortalecimento da participação popular e da participação política das mulheres.

Nesse sentido, as resoluções partidárias e programas de nossos governos reafirmam o compromisso do partido com políticas e ações que representam as principais bandeiras de lutas dos movimentos de mulheres e feministas, e que são extremamente significativas para a melhoria da qualidade de vida das mulheres.

Neste caderno de Formação, Feminismo e Organização das Mulheres Petistas, apresentamos três módulos. A primeira parte do caderno desenvolve uma visão panorâmica das origens da posição de subordinação das mulheres na sociedade, a separação entre produção econômica e reprodução social e a natureza da divisão do trabalho entre os sexos. A segunda parte aborda uma compreensão sobre as principais lutas e bandeiras do movimento feminista no Brasil, indicando os avanços e desafios, e procura explicitar como surge o debate do feminismo no Brasil e no PT. A terceira parte trata das políticas públicas, como interrelação entre sociedade civil e Estado, e da relação entre Estado, mercado e família. Nesse bloco são tratados temas como trabalho, violência, campo, educação, sexualidade e autonomia pessoal.

Por fim, reproduzimos em encarte as resoluções do partido sobre o tema das mulheres, desde a primeira declaração pública em 1979 até as resoluções do IV Congresso em 2010.

Boa leitura!

 

Rui da Costa Falcão

Presidente do Diretório Nacional do PT

 

Laisy Moriére

Secretária Nacional de Mulheres do PT

 

Carlos Henrique Árabe

Jorge Coelho

Selma Rocha

Escola Nacional de Formação Política

Caderno

Feminismo e Organização das Mulheres Petistas

 

Materiais Complementares

Feminismo. (Janet A. Seiz)

O Feminismo Latino-Americano e Caribenho: Perspectivas diante do neoliberalismo. (Nalu Faria)

Gênero e políticas públicas. (Marta Ferreira Santos Farah – Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. Revista Estudos Feministas jan-abr/2004 – Unversidade Federal do Rio de Janeiro)

Gênero, poder e empoderamento das mulheres. (Ana Alice Costa)

Teoria Feminista e as Filosofias do Homem. (Andrea Nye)

Texto Base da Jornada

Fórum desta Jornada:

Private

You do not have permission to view this forum.

Lembre-se que para fazer o curso é preciso estar logado! Para fazer o login, clique aqui.